Resenhas - Zines

CORONATUS ZINE #01 – AGOSTO/2020

Primeira edição deste zine oriundo da cidade de Feira de Santana/BA, tradicionalmente conhecida por Zines históricos como SERAPH ZINE, OMINOUS ZINE e METAL INVADERS ZINE.
Com um conteúdo totalmente voltado para filosofia, ocultismo e temas que se enveredam pelo caminho da mão esquerda. São textos, poesias e entrevistas de cunho ideológico que faz deste trabalho algo totalmente diferenciado do que normalmente encontramos em circulação. E se você é daqueles que tem preguiça de ler ou dorme após a quinta página, não se preocupe. Apesar de suas 96 páginas é um trabalho artístico que teve a preocupação na parte visual, colocando em uma página inteira fotos ou informações como line up o ou discografia das hordas. Aproveitar espaço é algo que não preocupou seu editor, com fontes e espaços de parágrafos que torna uma leitura rápida e não cansativa.

Falando em hordas, para sua primeira edição foi feito uma seleção de nomes que fazem parte da cena nacional e que anunciam o lado obscuro da existência humana em seus trabalhos, como também, o lado espiritual e temeroso para aqueles que se prendem as leis demiúrgicas. São entrevistas rápidas, cerca de 6 à 9 questões, sempre explorando principalmente os pensamentos e atos por trás da música. DENIED REDEMPTION é a primeira a surgir em suas páginas, demonstrando todo o comprometimento da horda com o que dizem em suas letras e seu caminho no Black Metal nas palavras do tecladista Zalmonix (“Vemos o Metal Negro como a ontologia da liberdade humana, o que se chama de pecado é a chave que nos livrará dos grilhões da servidão”). Em seguida temos DESGRAÇA ETERNA que faz parte do Círculo Hermético Pvtridus Vox, recentemente envolvida em polêmicas com outro grupo ocultista (entrevista realizada antes desse evento). Numa rápida entrevista Averno Tormento fala sobre temas como internet e o Underground, Black Metal, Cristianismo, letras e C.H.P.V. Dando continuidade as entrevistas chegamos na ETERNAL SACRIFICE. Fazendo uma metáfora entre a horda e um recipiente de água cheio de pedras,o vocalista Naberius descreve toda a ideologia da horda e sua história no Metal Negro (“Com muito suor e trabalho nós conseguimos fazer nosso caminho e encher nosso recipiente com águas passadas e águas futuras, água ainda turva, mas cheia de revelações, um oráculo que risca o ar e revela-nos que temos muito o que produzir…”). Finalizando as entrevistas temos as palavras de Cavalo Bathory, persona relacionada a hordas como MAUSOLEUM, AMAZARAK e VOBISCUM INFERNI, que surge nessa entrevista falando sobre vossa pessoa e sua horda THE BLACK SPADE. (“O Black Metal se destacou no Brasil por sua sonoridade e radicalismo, tornando-se forte dentro da Cena e só não se tornou mais poderoso devido a desunião…”). Ainda focado no trabalho de hordas nacionais, o editor Pedro Coronatus faz uma matéria denominada Biografia e Resenha Musical  onde descreve sua opinião sobre o fabuloso trabalho “Odes ao Oculto” da horda HECATE!

Como dito inicialmente, este trabalho além de tudo, é voltado para o lado filosófico não focando apenas em bandas/hordas. Nele encontramos também artigos filosóficos e textos como “Palo Mayombe” (…uma poderosa prática religiosa de Magia Negra originária da África…), “Realidade Extra Física”(definições dos ocultistas Dion Fortune e Israel Regardie), “Feitiçaria” (invocação lírica e imagens cedidas por Narciso Legio do Templo Luciferiano Reino de Fogo),  “Senhor da Sombra da Morte” (invocação lírica e imagens cedidas por Tatianie Kiosia), “Meditações acerca do cenário underground de música extrema” (texto de Marcelo Alves do Glória Excelsis Satani Zine),  “Conhece a ti mesmo!” (excelente texto que faz uma analogia sobre a Grécia Antiga, seus filósofos e acontecimentos com o filme Matrix). Dando continuidade ao tema filme, temos também um texto sobre o filme “La Noche Del Terror Ciego” de 1972.

Formato papel carta (21 x27)cm, colorido.

Contatos: pedrocoronatus@gmail.com 

Mostrar mais

Giovan Dias

Editor do The Glory Of Pagan Fire Zine, trabalho iniciado ainda na década de 90, voltado ao Black, Death, Doom Metal.

Veja também...

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar