Resenhas - LPs/Cds/K7sStormy News

DISMEMBRATION – Human Decay (Advanced)

True Metal Records - Nacional

A Dismembration é um nome que apesar de novo na cena underground chega com os dois pés na cara. Esse primeiro full-length intitulado “Human Decay” foi gravado pelo duo Everton Bodão (Sludge Terror, No Religion, Pata Rachada, Hempadura) nas guitarras, baixo e bateria e Marcos Dismembration ( Scream, Broken Head, Abhor) nos vocais.

Dolls Maker” traz uma intro mórbida que logo da lugar à um riff de timbre absurdamente pesado. Com um groove que remete o ouvinte diretamente a nomes como Six Feet Under e Obituary, essa música traz bases destruidoras, vocais brutais e blasting beats fudidos (a bateria é programada, mas em nenhum momento isso faz diferença na audição. O timbre dela ficou matador! “The Beast” tem um início cadenciado de quebrar qualquer pescoço. Aqui temos a identidade da banda em evidência, calcada no Death Metal mais lento e pesado, mas sempre com muita violência e brutalidade. O vocalista Marcos realmente incorporou o papel e parece uma fera urrando.

Messenger Of Death” é uma marcha de guerra, explode como uma ogiva nuclear nos alto falantes, onde podemos evidenciar a altíssima qualidade sonora do disco, que foi gravado, mixado e masterizado pela Molotov Crew Records, pelo próprio Bodão.

” Demonic Sadist” tem apenas 02:50 já sendo o suficiente pra passar o recado. Um dos destaques do registro. Impossível não imaginar como vai ser esse som ao vivo!

 ” Deep In The Darkness” chega numa pegada mais trabalhada, para em seguida descambar para a mais pura violência. Uma ótima composição!

” Voices In My Mind” é um soco na cara dos desavisados, aonde peso e fúria estão atadas aos riffs fudidos, até que a música arranca a duzentos quilômetros por hora numa levada carniceira irresistível. Essa música se encontra disponível no primeiro EP “Tribute To The Dead” que foi lançado em formato digital em algumas plataformas em agosto de 2018.

“I Take Blood”  tem um feeling e uma pegada matadora, algo que só seres que vivem e respiram a podridão do Death Metal poderiam conceber, apenas imagino o estrago de ver isso ao vivo.  “Kill Or Be Killed” mantém o nível do álbum lá em cima, uma grande composição que cresce a cada audição, com menos de três minutos ela da lugar ao míssil chamado “Disincarnation” que se destaca por ser a música mais rápida  entre as dez faixas, unindo velocidade e técnica com uma bem vinda Influência do velho Morbid Angel.

“The Nightmare Repeat” traz um trampo de guitarras, vocal e bateria que realmente impressiona ao saber que é apenas o primeiro disco dos caras. Que som fudidamente desgraçado, encerrando esse verdadeiro petardo Death Metal que ficou o debut álbum desses insanos. Vale lembrar que esse artefato irá ter seu lançamento oficial em formato físico pela True Metal Records no dia 15/11/2019 então guarde essa data! 

Confiram abaixo a faixa “I Take Blood”:

Mostrar mais

Jonatan Emanuel

Respiro e vivo o Bom e velho Metal em todas as suas vertentes, tá no sangue..desde 1985…!! Headbanging Man!!

Veja também...

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar