Resenhas - LPs/Cds/K7sStormy News

ENFORCER – Zenith

Nuclear Blast Records - Importado

Os anos 80 ficaram famosos, principalmente para quem viveu essa época, pelos filmes e pelas trilhas sonoras que sempre incluiam música de hard e heavy metal. Para muitos foi uma época de grande radicalismo (inclusive para esse que vos escreve) e muita coisa boa foi ignorada. Felizmente o tempo vai passando e algumas guardas vão baixando (não todas com certeza rsrsrs) e o ouvindo vai trabalhando sonoridades menos violentas de forma mais aceitável. O novo álbum dos suecos do ENFORCER traz todo aquele climão praia, sol e carros conversíveis de volta ao palco e manda bem demais em um heavy metal com enorme influência do hard americano. Não deixa de existir aqui uma tendência. Várias bandas dessa nova geração vinham fazendo albúns mais pesados e agora trazem trabalhos com mais influência do glam metal. Não que isso seja musicalmente ruim, mas já desvia um pouco o objetivo original dessas bandas. Mas falando em termos de qualidade o ENFORCER oferece nesse “Zenith” um álbum muito bom. A faixa de abertura “Die for the Devil” é pura trilha sonora oitentista. Pesada e com refrão pegajoso. Muita boa música. “Zenith of the Black Sun” é uma música bem mais comercial em sua estrutura melódica. A coisa volta aos eixos com a rápida “Searching for You”, que apesar do título brega é um baita speed/heavy com nítidas influências do Satan e Hell. Sem sombra de dúvidas uma das melhores músicas do álbum. Outra música que achei muito legal foi “Sail On” que tem um início mais quebradão e algo que soa até progressivo nos arranjos, além de uma interpretação vocal muito efetiva com um daqueles refrãos que colam. A melhor música do álbum está escondida entre as últimas e chama-se “Thunder and Hell”, outra faixa paulada e speed até os ossos. Não há dúvida que o poder de fogo dessa bandas está nesses momentos mais rápidos e nãos em músicas quase baladas, que são redundantes e previsíveis demais. O álbum finaliza com a cadenciada “Ode to Death”, uma composição que me lembrou um pouco o Manowar em vários momentos mais trampados. Boa composição. O ENFORCER, com esse “Zenith” se lança em um caminho que pode não ter mais volta, o de ir abandonando de vez as músicas mais rápidas e criando músicas com mais apelo comercial e isso pode fazer uma parcela dos fãs ficarem para trás. Não duvido que em termos de sucesso a coisa mude para melhor. “Zenith” tem toda a cara daqueles álbuns de transição na carreira. Um bom álbum.

7,5/10

Mostrar mais

Fabio Brayner

Editor do The Old Coffin Spirit zine e um completo metal maniac desde 1985. Ex-membro de bandas como Sanctifier e As the Shadows Fall.

Veja também...

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar