Resenhas - LPs/Cds/K7sStormy News

ENTHRONED – Cold Black Suns

Season Of Mist (Importado)

Maturidade é para mim a palavra que define esse décimo primeiro álbum de estúdio da banda belga ENTHRONED. Muito mais profundo em sua temática lírica, muito mais variado que seus primeiros trabalhos explorando um espectro de sonoridades muito mais amplo dentro do Metal Negro, muito mais ritualístico e com uma atmosfera que emana uma aura de pura escuridão,a variedade de estruturas e arranjos durante o álbum é notável, você vai encontrar do mais rápido e direto Black Metal a faixas quase Doom , passando por um leque de paisagens sonoras amplo, as passagens atmosféricas que já se faziam presentes em seu álbum anterior, o fabuloso “Sovereigns” ganharam proporções épicas em “Cold Black Suns” sendo, em meu ponto de vista a espinha dorsal sobre a qual as músicas são construídas.  ,

A faixa “Ophiusa” que abre o álbum e serve como uma introdução já mostra o tom que permeia toda a obra com uma sonoridade obscura e hipnótica essa música já te coloca no estado mental ideal para ouvir “Cold Black Suns”. “Hosana Satana” vem a seguir, trazendo ecos dos primeiros trabalhos da banda com uma levada totalmente selvagem, rápida e destruidora, essa música ao vivo será daquelas de colocar a casa abaixo…. O clima meditativo volta em  “Oneiros” e o destaque dessa música pra mim são os arranjos de bateria que fogem do usual , ouçam para entender o porque. As dissonâncias e bases compassadas de “Vapula Omega” e o solo mórbido e maravilhoso que emerge do caos sonoro no final dessa faixa e a viagem quase Progressiva de “Silent Redemption” mostram a riqueza e a imprevisibilidade do álbum como um todo. Continuamos com aquela que para mim é a melhor composição de “Cold Black Suns”, um verdadeiro mantra negro chamado “Aghoria”, se você conhecer um pouco do tema abordado vai entender o quão perfeito essa faixa soa, se não conhecer vale a busca por informação, eu garanto. “Beyond Humane Greed” e “Smoking Mirror” mantem altas as doses de andamentos caóticos e climas torturantes   e “Son Of Man” fecha essa obra prima  que é “Cold Black Suns” com uma verdadeira ode às divindades caídas , impossível não se arrepiar com seu final apoteótico e o coro de vozes gritando “All Hail Lucifer !!!”.

Álbum magnifico, em minha opinião o melhor na grande discografia do ENTHRONED; altamente recomendavel, para se ouvir no escuro ou à luz de velas ..

Nota 9,5 de 10

Fotopor : Divulgação

Mostrar mais

Juliano Bonacini

Tecladista e letrista da LoneHunter (Death Metal), historiador e editor do Crypt of Eternity - fanzine da década de 90.

Veja também...

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar