Resenhas - Zines

ESCARRO NUCLEAR RADIOACTIVE DEATH ZINE #01 – 1° Semestre/2020

Tem muito banger desavisado, achando que a comunicação underground se limitou as telas de computadores e celulares. Tem muito banger desavisado achando que só circulam hoje pelo Brasil uns 4 ou 5 zines impressos. Ledo engano! Posso garantir que passa de duas dúzias tranquilamente!

E está “literatura marginal metálica” se mantém viva entre idas e vindas de antigos zines, periodicidade de outros e surgimento de tantos outros para o front de guerra! E é sendo convocado para linha de frente que apresento-lhes o ESCARRO NUCLEAR RADIOACTIVE DEATH ZINE!

O editorial já é de um conteúdo firme, de quem sabe o que diz e vai contra “o escatológico tribunal das redes sociais”. São 52 páginas, meio ofício, com um layout simples, mas bem organizado.  Interessante é pegar um trabalho com conteúdo diversificado, com bandas que não vemos sempre circulando por Zines.

Dando o primeiro disparo nessa guerra, temos os terroristas peruanos do GOAT SEMEN. Em seguida a lendária banda colombiana MASACRE que tocaria no Setembro Negro em 2020, mas infelizmente não rolou o festival. Uma entrevista muito bem feita!  A infantaria brasileira se apresenta através do HOLOCAUSTO e CIRRHOSIS, onde o grande combatente Juarez Távora concede, possivelmente, umas das suas últimas entrevistas.

Soldados peruanos descem a cordilheira para falar do ANAL VOMIT, outra interessante entrevista. Estourando os tímpanos do inimigo temos entrevista com a banda BIXERA influenciados por um GrindNoiseGoreSplatterDeathBlack!!!  A guerra é mundial e da fria Finlândia tropas são convocadas através da banda  WARFARE NOISE..

Lembranças das primeiras batalhas na cidade de Barbacena, Minas Gerais, são relembradas através da entrevista com Lamento Fúnebre que fez parte da tropa de elite composta por ARCHANGELLUS INVOKER, BEHEMOTH, AZARADEL.  O Black Gore Grind é representado pela tropa doentia e repugnante do SADE. Já no nordeste brasileiro um grupo armado e venenoso conhecido como POISONOUS  inicia um levante contra a peste nazi-pentecostal.

A radioatividade das entrevistas  é complementada com os expurgos denominados HYBRIDUM e DESTRUCTION OF MUSICALITY (D.O.M.).

Ainda conferimos as resenhas feita pelo editor e por colaboradores como Yan (Stranger Aeons Zine), Bestial Goat Of Abominations and Reverbered Chaos Of Morbid Screams (Necrogosto), Slanderer Crowley (Deusdemoteme Zine) e Rodrigo Haru,  além de um Scene Report ou diário de guerra: ” Um dia de Death Metal, álcool e loucura em Santiago, no Chile!” feito pelo editor e mercenário Perversor Of The Holy Order, que também faz parte da artilharia da banda NECROGOSTO.

Arte de capa por Heidi Hadez Kettunen.

Contatos: [email protected]

Mostrar mais

Giovan Dias

Editor do The Glory Of Pagan Fire Zine, trabalho iniciado ainda na década de 90, voltado ao Black, Death, Doom Metal.

Veja também...

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar