Resenhas - LPs/Cds/K7sStormy News

HATE FOREST – Hour of the Centaur

Osmose Productions / Hammer Of Damnation (Nacional)

Presente de Natal, chegando para dessacralizar a data. E claro, este presente vem lá da Ucrânia e como se não bastasse a data, temos também o infame HATE FOREST trazendo este presente junto aos três Reis Magos. Estamos falando do álbum mais esperado de 2020 e que está sendo lançado no Brasil pela Black Metal Store dia 25/01/2021 e será parte de 8 lançamentos especiais com poster e que combinados formam uma imagem tributo ao HATE FOREST, lançamento digno e merecido: slipcase e poster!

 

Vamos do princípio. Aqui temos a participação de ninguém menos que Roman Sayenko, fundador do Blood Of Kingu, Dark Ages, Necrom e alma do Drudkh. Eu poderia listar ainda uma infinidade de projetos, o cara é forte na cena musical ucraniana e trilhou seu caminho dando identidade, forma e notoriedade por onde passou. Isso mesmo, o HATE FOREST é praticamente One-man band. O fato é que ele fundou e deu alma ao Hate Forest que consegue canalizar a essência do Black Metal ucraniano e é a porta do país para o gênero extremo.

https://i1.wp.com/blackmetalstore.com/wp-content/uploads/2020/12/cd-1.jpg?fit=960%2C960&ssl=1

Tive a oportunidade de conversar com Roman algumas vezes para entrevistá-lo para seus outros projetos, como o Drudkh e Necrom.  Mas o que podemos esperar de “Hour of the Centaur“? Acredito que a resposta seja tradição.O Hate Forest entrega um Black Metal forte nos padrões ucranianos e com uma qualidade excepcional. O álbum tem quase 40 minutos e não por causa disso é um álbum curto: é um álbum ideal.

O trabalho impecável na arte e no acabamento que a Black Metal Store fez só me faz querer que todos já sejam lançados e poder organizá-los aqui na minha coleção. Então, vamos lá:

Ouvi esse álbum pelo menos seis vezes antes dessa review e após “Occidental, Beware the Steppe (Intro)“, percebi que o que temos é um mar de possibilidades sonoras e que o HATE FOREST está bem estruturado musicalmente e está atingindo sua maturidade musical.

O HF não enrola muito, o Black Metal é bem direto e o vocal do álbum soa inumano. Dá pra sentir o ódio da segunda geração do BM e como a Ucrânia, o paganismo, o folclore e a história ucraniana moldou a vida dos membros e dos ucranianos em geral.  Em “Those Who Worship the Sun Bring the Night” temos o HATE FOREST de “The Most Ancient Ones” o primeiro álbum da banda. Pancada de dilacerar e urros graves colossais que chegam a assustar os incautos. E aos poucos temos um misto dessa violência com os tradicionais riffs ucranianos do Drudkh, como em “Anxiously They Sleep in Tumuli” que é uma das mais belas do álbum. E temos uma pancada extrema com elementos harmônicos em “Shadowed by a Veil of Scythian Arrows“.

Um ponto alto para mim é “To the North of Pontos Axeinos” que me lembra muito os primeiros álbuns do Drudkh. A banda soube evoluir e soube galgar os degraus dos seus próprios álbuns com sabedoria e fidelidade aos true die hard fans. Em “No Stronghold Can Withstand This Malice“, temos uma faixa mais próxima do que a banda fez no ultimo lançamento de 2005 “Sorrow” somando-se forte influência do pagan metal ucraniano e eslavo.

É um álbum do Hate Forest e devemos a gratidão à Black Metal Store por ele e pelos vindouros. Foi o presente que salvou o Natal e que vai marcar o ano e lançamentos de 2021. Se começamos o ano com Hate Forest…como vamos terminar?

NOTA: 10/10

LINE UP:

Link para compra e pré-venda: https://blackmetalstore.com/produto/hate-forest-hour-of-the-centaur-slipcase/

Mostrar mais

Ricky Lunardello

Historiador e Sociólogo, Pagão de alma Viking, apaixonado pelo Metal Extremo e pela cultura underground.

Veja também...

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar