Resenhas - LPs/Cds/K7sStormy News

HAVOHEJ – Table of Uncreation (ADVANCED)

Hells Headbangers Records - Importado

Entre vários fatos que podem ser comprovados quando escutamos uma banda como o HAVOHEJ, um dos mais verdadeiros é o que deixa claro que essa banda não é para amadores, não é para os black metal “deus, pátria e família” que vergonhosamente assolaram essa nossa cena. Os veteranos americanos liderados pelo demônio  Paul Ledney não erra a mão em sua música e o que temos aqui não é nenhuma novidade, é uma evolução demoníaca da arte que a banda sempre fez. “God of all Constellation” abre o álbum e inicia um ritual de apredejamento musical incessante. Não há velocidade nesse início, pelo contrário, há um peso tão descomunal que pode derreter os seus tímpanos se você não estiver acostumado ao HAVOHEJ.

A missa negra tem continuação com a imunda “Holy Blood Holy Grail”, que é mais agressiva, mas não menos ritualística. Não há dúvida que a sonoridade da banda passou por uma metamorfose. Da selvageria do clássico “Dethrone the Son of God” a banda se tornou algo mais denso, mais pegajoso. É como uma lama tóxica que envolve a alma. Ainda assim faixas como “Seven Jinn” trazem aquela rispidez característica da banda. Minha faixa favorita é o vendaval brutal de “Before Them and Behind Them”, uma faixa que mistura bem as duas faces da banda, a antiga (mais brutal) e a nova.

Algo que me deixou curioso é perceber que talvez não haja guitarra sendo tocada em várias músicas. Um som absolutamente distorcido e grave como um baixo com muito efeito cria o ambiente para várias composições. “Table of Uncreation” é sem dúvida alguma um álbum singular. E mais certa ainda será a incapacidade de muita gente entender o que foi feito aqui.

8,5/10

Data de lançamento: 15/11/2019

Mostrar mais

Fabio Brayner

Editor do The Old Coffin Spirit zine e um completo metal maniac desde 1985. Ex-membro de bandas como Sanctifier e As the Shadows Fall.

Veja também...

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar