Entrevistas

HELLBUTCHER – A força e garra do Metal Sul-Americano

"Eu vou dominar sua alma, eu vou me apropriar da sua vida... a morte é eterna!!!!!

Das terras chilenas apresentamos esta maléfica banda, que já tem em seu currículo uma passagem pelos Estados Unidos e o debut álbum lançado recentemente. Além disso, descubram que a relação com o Brasil é muito mais que simples admiração!

Até o ano de 2004 a banda chamava-se LORD XAPHAN, quando mudou para HELLBUTCHER. Como foi a escolha do nome? Sabiam que já existiam  uma banda equatoriana como o mesmo nome?

Da esquerda para direita: P. Illuminatus XV (G), Black Poison (D/V), Nekrovulva (G/V) e Tormentor (B). Foto por divulgação.

BLACK POISON – Primeiro de tudo, obrigado por nos convidar a fazer parte deste blasfemo Portal. É uma honra! Agora, para responder à sua pergunta, começamos no final do ano de 2003 como Lord Xaphan, quando éramos apenas uma banda que fazia covers de bandas como Mayhem,  Darkthrone, Sarcófago, etc. Passamos por várias fases, tanto pessoalmente quanto musicalmente falando,deixando uma demo ensaio chamada “Christian Butchery”, quando dissociamos completamente esse nome em 2005. Claro que não tínhamos idéia de que havia outra banda com o mesmo nome. Uma vez que não havia nenhum registro musical deles naquela época…. Então não percebemos, e na verdade não estávamos interessados também. Um grande Salve  a esses açougueiros do Equador !!

A primeira DT “Ejecutor” é composta por músicas cantadas em inglês. A partir da promo  “Desecration “ iniciam suas blasfêmias em inglês e espanhol. Qual motivo?

BLACK POISON – A razão pela qual nós cantamos em ambas as línguas, foi principalmente para chegar até os  bangers  sul americanos.  Cantar  também na ” nossa língua” (introduzido por ladrões ocidentais). Então, temos a maléfica intenção de blasfemar pela amplidão deste continente nojento (que gostaríamos ver queimar).

Realizando cover como ‘Satanas’ do SARCÓFAGO e ‘Troops Of Doom’ do SEPULTURA, é nítida a influência e respeito pelas bandas brasileiras. Comente…

BLACK POISON – Assim é maníaco!!! Nossos maiores influências desde que passamos a  ser ‘bangers extremes’ foram Sarcófago,  Sepultura (old), Mutilator,  Sextrash, Impurity,  Mystifier,  Vulcano, etc.  A  escola do Brasil nos ensinou  quase tudo sobre como executar METAL violento e maléfico !!

E como foi tocar em 2016 com dois outros ícones do Metal brasileiro, as bandas IMPURITY e  HOLOCAUSTO?

BLACK POISONImpurity: violentos demônios  ao vivo !! Saudações e Ram Priest e  Ron Seth, são malditos loucos e perturbados. Holocausto:  uma máquina de guerra ao vivo (eu gravei a  bateria  do nosso primeiro LP com as baquetas desses soldados malignos). Muito respeito a ambas as bandas e os outros com quem partilhamos o palco naquele dia !! (Impurity, Holocausto , HellButcher, Communion, Evil Spectrum, Profaner, Infernal Slaughter, Violent Scum).

A aliança com os demônios do Brasil não para. Como se deu a participação do grande irmão Leandro Kastiphas na DT “Condemnatus Tormentum”?

Leandro Kastiphas (K). Foto por divulgação.

BLACK POISON–  Tudo começou quando vimos o Mystifier pela primeira vez em terras chilenas, numa sexta-feira.  No dia seguinte, fomos pego de surpresa ao ver demônios do Mystifier, mas desta vez como público!!! Naquele dia, nós tocamos com  Anal Vomit  e outras hordas, e  foi  naquele dia que começamos a amizade com Leandro Kastiphas. Sempre respeitamos sua música,  e com o passar do tempo e amizade,  convidamos ele para participar do nosso próximo trabalho e ele imediatamente concordou. Um grande salve  para Leandro Kastiphas, uma grande pessoa e um Banger real. Aquele demônio tem o espírito guerreiro!!!

2016 – Condemnatus Tormentum “Demo Tape”

Quem é o responsável pela arte e ideia da impura capa da DT?  

BLACK POISON – A principal ideia e conceito de arte é criada e formada por mim, Black Poison,  pelo menos em “Condemnatus Tormentum” (Demo 2016) e em conjunto com a banda.  Elias Tormentor  será nosso artista em dois trabalhos consecutivos (Demo e LP 2017) e também Rodrigo Pereira , que mora no  Sul do nosso país, ambos chilenos. Eles são os únicos que carregam nossos pensamentos mórbidos para tinta e / ou pintura.

 Conte-nos um pouco da cena atual do Chile…

BLACK POISONVamos ver … eu não sei se  falar de “cena” porque aqui é dividido entre ego e vaidade, mas … O que eu mais poderia destacar é que cresceu com muitas bandas locais de excelente nível.  Contudo, muitos bangers  já perderam o respeito pela tradição e tem distorcido algumas coisas..pelo menos na minha área (Valparaíso)  e nas proximidades… Ao longo do meu país há muitas pessoas que escutam Metal Extremo, mas a “escola” nem sempre é a mesma, devido a questões regionais,  cidades com cenas asquerosas, sem união.  Mas se falamos de bandas, Chile ganhou o seu respeito pela qualidade de seus músicos e por sempre inovar, pelo menos dentro do “Underground”.

Podemos esperar o HELLBUTHCER espalhando o caos em terras brasileiras?

BLACK POISON –– Isso seria uma honra!! Um verdadeiro prazer poder executar Metal em solo brasileiro!!! Só falta um produtor sério e com garra para levar a banda para recordar suas raízes, tempos gloriosos  deste underground furioso e violento!!!

E como foi a turnê realizada nos Estados Unidos no final de 2017? Houve situações interessantes que possa nos contar?

Black Poison. Foto por: Sérgio Mella.

BLACK POISON – A turnê foi perfeita, exceto por alguns inconvenientes na Polícia Internacional (Novo Presidente e Novas Leis) …Mas fora isso, tivemos o prazer de compartilhar com as bandas do UNDERGROUND comprometidas com a cena atual, bem atuante  (especialmente em Baltimore).Houve um concerto chamado “Shadow Woods Metal Fest” em que para nós foi  algo estranho, muitas pessoas com estilos estranhos e diversidade de gostos musicais. Isso foi em uma floresta nos arredores de “Maryland” e nós éramos a única banda sul-americanas  junto com a UNHALLOWED (Chile), o que para eles foi surpreendente … nas outras datas estivemos com muitos camaradas latino-americanos e pudemos compartilhar nossa “língua nativa”, as tudo foi uma excelente experiência que repetiremos um dia.

 Finalmente depois de 11 anos o debut  álbum é lançado! Inicialmente me chamou atenção a arte de capa do CD. Fale-nos um pouco sobre a mesma.

BLACK POISON – Na verdade, temos mais alguns anos fazendo música, mas como mudamos o nome  de LORD XAPHAN  para HELLBUTCHER   não contamos os anos da mesma forma..Esta arte foi feita pelo “Rodrigo Pereira Salvatierra”, artista  da cidade de “Calama” do nosso país.A ideia principal foi pensada por “Black Poison” e incorporada na arte e com alguns detalhes do estilo que é muito particular neste pintor. Esta pintura foi pintada em oleo em uma tela místico.A arte  fala muito da área em que o ser  humano tem decaído numa simbiose  cheio de ódio e intolerância, tomando  uma forma mórbida,  representando todos os pecados a que estamos vinculados. O pilar da lamentação é o que faz a chamada  para a mãe natureza,  para abortar a humanidade repugnante (tronco Feminino que pode apreciar na foto), há um vórtice que expõe a verdadeira imagem da nossa sociedade como uma massa de mal lutando uns contra os outros, revelando nossos verdadeiros desejos…

Nekrovulva. Foto por: Sérgio Mella

Qual o motivo de que até o momento este CD só foi lançado em formato digital? Não seria lançado pelo selo mexicano Dark Recollections Productions?  Ou estou desatualizado?

BLACK POISON – O álbum foi lançado pelo selo mexicano “Dark Recollections Productions”. Os lançamentos foram na verdade assim: s EP “CondemnatusTormentum” (500 cópias em CD) que também inclui 2 BonusTracks e FULL ALBUM “HELLBUTCHER” 2018 (500 cópias em CD) e depois teremos novidades sobre algumas edições em vinil e fitas!

O que podemos encontrar neste lançamento? Apresentar este trabalho.

2018 – Hellbutcher “CD”

BLACK POISON – Poderão apreciar tudo o que fizemos em toda a trajetória com a banda, deixando algumas músicas no passado e melhorando o aspecto sonoro. É um trabalho muito mais elaborado e um desafio, contamos com a participação do nosso companheiro  do Brasil “Leandro Kastiphas” , mais uma vez nos pianos deixando uma atmosfera  abismal,  que os hipnotizará até enviá-los a uma espiral de estranhas sensações…Nós incluímos todas as músicas de “CondemnatusTormentum” melhor executadas e com arranjos em detalhes nas letras, novas músicas e alguns clássicos que estavam fervilhando por mais de uma década e um cover de nossos irmãos do Brasil “IMPURITY” , em que será destinado mais tarde,  numa coletânea em homenagem a banda e com produção do lendário “Cogumelo Records”. 

E a escolha do cover? Por que o maldito IMPURITY? Eu percebo uma grande adoração a esses demônios.

BLACK POISON –  Escolhemos esta cover depois que tivemos a oportunidade de compartilhar um show  juntos aqui no Chile, quando minha produtora “Ritual  Desecration Prods”, juntamente com outros promotores do meu país, tiramos as feras IMPURITY do Brasil para uma turnê internacional. Depois de ver a banda e compartilhar essa incrível SHOW e ouvir a música “Canonical  Destruction” ao vivo, nós sabíamos o que deveríamos fazer em um futuro muito próximo … HAIL  IMPURITY !!!

Poster Hellbutcher.

Agradeço-lhe mais uma vez por atender ao meu chamado. Força e honra aos irmãos do Hellbutcher!

BLACK POISON – Obrigado novamente por nos contatar, nós estaremos sempre apoiando aqueles que querem manter viva a chama de metal Subterrâneo  por qualquer meio!Para quem quiser nos contatar,  podem fazer isso no novo e-mail da banda:hellbutcher.tormentum@gmail.com

 Canal da minha produtora  Ritual Desecration Productions do Chile no YouTube: https://www.youtube.com/user/helldesecrator666

Esperamos visitá-los em breve em uma possível Tour, HAILS !!!

(*) Entrevista original publicada  EM 2017 na 3ª edição do THE GLORY OF PAGAN FIRE ZINE. Reeditada e complementada exclusivamente para o Portal da Lucifer Rissing Magazine. 

Mostrar mais

Giovan Dias

Editor do The Glory Of Pagan Fire Zine, trabalho iniciado ainda na década de 90, voltado ao Black, Death, Doom Metal.

Veja também...

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar