Entrevistas

HELLLIGHT – Uma Grandiosa Jornada Há 25 Anos

"O HellLight está completando 25 anos de existência nesse pandêmico ano, e durante essa grandiosa jornada se tornou a grande referência do Funeral Doom no Brasil..."

Fábio de Paula, Foto por: Acervo Pessoal

Saudações Fábio, em nome da Lucifer Rising e da Pagan Tales Records é uma honra fazer essa pequena entrevista com você, para falarmos sobre o HellLight e a participação da banda na coletânea Brazilian Doom Metal e sobre a cena do Doom Metal no Brasil e no mundo como um todo…

Fábio de Paula – Saudações, a honra é toda nossa em termos a oportunidade de participar dessa que é uma das mais respeitadas revistas do gênero do mundo.

Para começarmos, como a banda tem levado esse período tão difícil de pandemia, que tem nos afastado dos shows e do convívio social e como estão as atividades do HellLight durante esse tempo…

Fábio de Paula – Particularmente nós utilizamos uma boa parte do período de quarentena para compor e gravar o novo álbum.. Porém, dessa vez o processo precisou ser um pouco diferente do que estávamos acostumados…gravei todas as guitarras e teclados no meu home studio, os baixos, baterias e vocais foram todos gravados em locais remotos também. Felizmente conseguimos colocar tudo junto e produzir o álbum que tínhamos em mente.
Apesar das dificuldades, gostei muito do resultado e acredito que o álbum terá uma aceitação muito positiva para a banda.
Como o álbum será lançado em junho, o mesmo mês do aniversário de 25 anos da banda, tínhamos planejado um grande show de lançamento, porém infelizmente teremos que aguardar um pouco mais, quem sabe no final do ano, mas definitivamente vamos fazer esse show.

Until The Silence Embraces (Álbum 2021)

Fábio, o HellLight está completando 25 anos de existência nesse pandêmico ano, e durante essa grandiosa jornada se tornou a grande referência do Funeral Doom no Brasil, com 6 ótimos álbuns lançados, sendo que o sétimo já está a caminho, nos fale um pouco mais sobre esse grande e tão aguardado lançamento, sobre a temática abordada nas letras e sobre os planos para o futuro..

Fábio de Paula – Um tema recorrente em nossos álbuns é o tempo, e como lidamos com a sensação de sermos seres finitos dentro da infinidade do passar do tempo. O nome do álbum “until the silence embraces” (até que o silencio nos abrace) remete à essa sensação… como lidar com esses assuntos profundos sem podermos nos apoiar em nenhuma religião.
A beleza do momento é extremamente importante, mas somente porque o momento é finito e termina… não poderíamos perceber a beleza de cada instante se fôssemos seres infinitos, nada teria a profundidade que merece e viveríamos em um eterno estado de irrelevância.

Sobre a coletânea Brazilian Doom Metal, que terá também uma revista falando sobre as 11 bandas participantes e tem o lançamento previsto para o final de março pela Pagan Tales Records, me fale o que vocês estão achando dessa participação e sobre a música escolhida para essa coletânea…uma inédita que estará no próximo álbum…

Coletânea Brazilian Doom Metal (2021, Pagan Tales Records)

Fábio de Paula – Escolhemos uma música inédita, que será lançada no próximo álbum, para que as pessoas já tenham uma boa ideia do que virá quando o lançamento chegar.
Essa é uma grande oportunidade para nós e não teríamos como ficar de fora…estar numa coletânea com tantas bandas boas e relevantes é muito importante pra nós… essa iniciativa de fazer essa coletânea foi sensacional e é disso que o doom metal nacional precisa, de iniciativas que divulguem cada vez mais a qualidade das bandas que temos no nosso cenário nacional.

O Doom Metal nunca foi um gênero mainstream dentro do metal, mas teve o seu auge nos anos 90 e atualmente parece que vem crescendo e ganhando espaço novamente, me fale o que você está achando da cena atual do Doom Metal no Brasil e no mundo, quais são as influências do HellLight e nos indique 03 bandas gringas e 03 nacionais que você curte dentro do Doom Metal…

Fábio de Paula – Particularmente concordo que o Doom metal está ganhando mais espaço na mídia de forma geral…Claro que ainda estamos muito aquém do que deveríamos estará mas, com certeza essa evolução é perceptível…Eu atribuo esse fato não somente às bandas, mas aos fãs nacionais que estão se dedicando mais às bandas, e também à todos envolvidos com zines, revistas, blogs, rádios e tudo que envolve a divulgação e o interesse à esse estilo.
Temos muitas referências nacionais e internacionais e entre elas, posso citar Candlemass, Saturnus e Desire… entre as nacionais, posso citar Eternal Sorrow, Mythological cold towers e Serpent Rise..

Fábio, para finalizarmos agradeço a boa vontade e o tempo cedido a essa entrevista e agora deixo para você as considerações finais, um grande abraço e..Stay Doom!

Fábio de Paula – Sou eu quem agradeço à oportunidade de participar, que haja cada vez mais pessoas tão interessadas no metal nacional quanto vocês…é a única forma que esse estilo tão prolifico e que possui tanta qualidade tem de conseguir chegar ao status que merece diante os fãs do mundo todo. Hail Doom Metal Brasileiro!

Adquira a Revista + CD (Coletânea) Brazilian Doom Metal lançada Pagan Tales Records:

Entrevista por: Rogério Marques

Mostrar mais

Luis Lozano

Programador e designer gráfico para a web, com diversos trabalhos realizados com foco na informação e fortalecimento do underground.
Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar