Resenhas - LPs/Cds/K7sStormy News

KRANIUM – Uma Tullu

CD 2020 / Gestores Culturales

Kranium é uma banda de folk doom heavy metal formada em 1985, ainda com a nomenclatura de MURDER, e que após o ano de 1986 mudou para o nome atual, KRANIUM.

A primeira vez que ouvi o som desta banda foi em 1999, através de uma pro tape, “Testimonios”, até hoje a tenho guardada no acervo, o que mais despertou meu interesse nesta época, foi que a banda se propunha a fazer um som Doom Metal mesclado com Heavy Metal, para a época era muito raro, aliás, desafiador, e, o Kranium cantando em sua língua pátria as histórias do povo Inca. Contendo instrumentos musicais inusitados na banda, Quena (flauta primitiva, originalmente de tíbias e depois de bambu), Charango (instrumento andino de cordas dedilhadas), Zampoña (rondador, uma flauta com 20 a 40 canas bem finas e enfileiradas), Kartals (instrumento de percussão usado geralmente no acompanhamento da glorificação de uma divindade), Tabla ( instrumento de percussão mais usado na música erudita indiana), bom, para meu espanto, 2 décadas após, Kranium nos presenteia com o segundo CD, “Uma Tullu”, uma magnifica viagem, seguindo sua tradição, contando as histórias de luta e sofrimento de seu povo…, com fortes influencias folks de bandas 70’s e 80’s, puxando um pouco para o Post Rock…; Uma Tullu é um trabalho mais coeso, mais viajante, musicalmente falando, assim digamos, os jogos de vocais, os coros, os acordes majestoso… o Metal Peruano muito bem representado, com sua própria identidade o Kranium construiu um legado fuderoso!

Uma Tullu possui belas imagens, criadas por Julio Chimey, que fez um trabalho magistral, mostrando todos os personagens das canções do Kranium.

As músicas do Uma Tullu funcionam com uma concordância sonora muito coesa, uma completa a outra, como se estivéssemos lendo um livro e a cada capitulo ficamos maravilhados!

01. Intro – Santa inquisición; 02. El vago del cementerio; 03. Catacumbas; 04. La tapada; 05. La viuda negra; 06. Presbítero maestro; 07. Río Rimac; 08. Waqaychaqninchik / Apu mayor; 09. Outro.

Neste CD podemos encontrar um pouco de cada influencia dos músicos, indo de Creedance, Black Sabbath (principalmente na música “Presbítero maestro”) a Death, Paradise Lost, Katatonia… com uma musicalidade própria.

Mostrar mais

Hioderman ZArtan

Editou os zines "Anaites" e o "Guerreiros Zineiros". Designer gráfico Underground e mentor do Anaites Records.

Veja também...

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar