Resenhas - LPs/Cds/K7sStormy News

NATTVERD – Styggdom

Osmose Productions (Importado)

NATTVERD-Styggdom-OPCD379-OPLP379-COVER.jpgO que temos em mãos acabou de sair e está ainda em chamas. A Osmose Productions acaba de lançar o Nattverd. Banda nova e que tinha em mãos um full bem interessante de 2017 “Vi vet gud er en løgner“, oriunda de Bergen, Noruega não precisamos falar muita coisa de um projeto que é um resgate ao True Norwegian Black Metal.

O lançamento foi feito AGORA (31/01/2020) pela Osmose Productions e o que posso dizer é que temos 8 faixas brutais com média de 8 a 10 minutos cada. Uma pancadari invejável, como percebemos de cara na sinistra “Slakt Dem, Der De Loeper Hodeloese Rundt Baalet” com seu vocal rasgado e as guitarras com riffs devastadores e crus.  Em “Dragsvoll ” chegamos num potencial harmônico entre a crueza do BM e uma atmosfera claustrofóbica ao longo de toda a faixa. Destaque aqui para uma bateria de tempos infernais.

Com uma intro tenebrosa e arrepiante “Skoddeskot ” nos prepara para “Heksebrann ” que traz uma mistura de Raw BM com uma pegada mais Darkthrone, bem interessante. A próxima “Gatelangs i land og rike ” é bem Tjulder, pesada e o destaque aqui são os rasgos vocálicos que doem na alma misturados a um instrumental que parece uma metralhadora. Intenso, rápido e grotesco. Já “Gamle Erik ” é intensa e lembra muito o que o Dead do Mayhem fazia nos vocais. Vale a pena ouvir com atenção! Em “Hedninger av en svart verden” uma bateria de guerra nos chama e temos um riff clássico de BM cortante e cheio de contratempos interessantes, loopings e guitarras que açitam o ouvinte, o mesmo podemos falar da incrível “Guds djevelske nærvær” que finalzia o álbum. É MUITO BOA!

Quando Nattverd anunciou sua existência há trêsanos, eles estavam absolutamente convencidos de que deveriam ser julgados puramente por suas músicas, e não por quaisquer bandas ou lançamentos anteriores, atuais ou futuros com os quais os membros possam estar envolvidos e essa premissa deve ser mantida. E essa é uma filosofia que Nattverd adota hoje, com as únicas informações adicionais sendo uma ligeira mudança na formação sem maiores alardes, com os membros originais Ormr ainda nos vocais e guitarras, enquanto Atyr se concentra nas guitarras e passa o baixo para o novo membro Sveinr, enquanto ex-baterista de estúdio, Serpentr assume os vocais e o AntiChristian (Tsjuder et al.) assume seu lugar como baterista de estúdio.

Então, o que exatamente a própria música revela sobre Nattverd? O mais óbvio é o fato de que é uma banda que toca black metal da maneira tradicional: fria e desagradável e cheia de fúria e ódio, com a incursão ocasional em reinos mais atmosféricos e melódicos, mantendo tudo interessante e original.

É algo relevante para a cena mundial do Black Metal, várias bandas e projetos buscam resgatar essa essência até então entrando em dormência com as novas tendências em torno da música extrema, assim, temos aqui um abrigo.

NOTA: 9/10

LINEUP
Ormr – vocals, guitars
Atyr – guitars
Sveinr – bass
Serpentr – vocals
AntiChristian – session drums

Facebook: https://www.facebook.com/nattverdofficial
Bandcamp: https://nattverdofficial.bandcamp.com
Instagram: https://www.instagram.com/nattverdofficial
Preorder: http://bit.ly/nattverd-shop

Maiores Informações:
www.osmoseproductions.com
www.facebook.com/Osmose-Productions-192865300755575 

Mostrar mais

Ricky Lunardello

Historiador e Sociólogo, Pagão de alma Viking, apaixonado pelo Metal Extremo e pela cultura underground.

Veja também...

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar