Resenhas - LPs/Cds/K7sStormy News

NATURON DEMONTO – O Livro das Maldições

CD 2021 - Irmandade hermética do ódio

Naturon Demonto é um projeto composto por conhecidos integrantes da nossa cena underground nacional, são eles:

Torment 666 – Vocais e Baixo (Guerreiros Headbangers) e Pagan Priestess – Guitarras e Teclados (Hecate). Com estes dois nomes já podemos imaginar o conteúdo desta obra que tem em seu temas o Misticismo, ocultismo e bruxaria, alem de Bruno Mastemas responsável pela bateria deste álbum.

“O Livro das Maldições” é um daqueles álbuns onde toda parte lírica composta soa perfeitamente do começo ao fim, com climas viajantes entre o sombrio, melancólico, perturbador e caótico, tudo isso em trinta e dois minutos e dezesseis segundos de uma excelente música.

O Introdução “Medo” já faz jus ao título, com teclados sombrios e melancólicos onde é explicita em sua temática “o medo e calafrio dos vivos”.

Era Satanii” é uma música com uma levada bem cadenciada em sua intro ate a pancada começar exaltando uma nova era, onde os “filhos do caos dominam em um mundo sem bíblias e templos em chamas iluminam”. “A Hora da Vingança” é uma faixa onde os teclados de Pagan Priestess reina sombriamente,  ” A marca da bruxa” começa com uma arrepiante introdução de teclados vociferando toda a história de séculos passados onde as bruxas eram realmente marcadas pelos dogmas das hipocrisias cristãs, “O Fantasma” trás novamente passagens mórbidas e gélidas com um sentimento bem sombrio anunciando a chegada da faixa “Um Morto Vivente” que entra com riffs bem sólidos e com uma bateria mais pancada mostrando todo tormento de uma alma. “A Espera da Aurora” são 20 segundo de uma intro de anúncio para a oitava faixa “Nosferatu“, uma ótima faixa executada escrita por “Shenadorah” com muito sentimento e consistência onde seus riffs mostram uma melodia que não sai da mente em 8 minutos e 33 segundos que parece passar rápido pela música ser tão boa, e pra fechar o “Livro das maldições” a nona música “O despertar dos mortos” onde novamente a morbidez de suas intros sombrias e cheias de climas seguida de um baixo destruidor anunciando a pancada sonora com uma levada viajante e bem constante fecha este ótimo trabalho.

Sua parte gráfica trás um digipack em dois painéis e um encarte com  8 paginas é a gravura da capa do álbum feita pelo artista Márcio “Blasphemator” Menezes.

Um ótimo álbum, se você é um admirador de Hecate esse álbum, “O Livro das Maldições” é indispensável.

Mostrar mais

Alan Luvarth

Músico, Fundador da horda Impure Essence e proprietário do selo Black Seal Productions.

Veja também...

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar