Entrevistas

NECROMANCER – Perpetuando seu Death/Thrash Metal desde os anos 80

Formada nos anos 80 no estado do Rio de Janeiro, o NECROMANCER trabalhou na divulgação do seu debut álbum, “Forbidden Art” durante logos 5 anos e agora o grupo entra em estúdio para gravar o tão aguardado “Pattern of Repulse”. Hoje conversamos com a banda para saber um pouco mais sobre este e outros projetos da banda, confira:

Marcelo Coutinho, Foto por: Divulgação

Salve Necromancer!

Primeiramente muito obrigado pelo bate-papo, para começar esta entrevista gostaríamos de pedir que falem um pouco mais sobre a atual formação da banda, vimos que seguirão como um quarteto certo? E vocês buscam ainda por um novo integrante para fechar a formação?

Necromancer: Agradecemos o apoio e a oportunidade da entrevista com a LUCIFER RISING MAGAZINE.
A formação atual da banda incluiu os dois fundadores da banda, Luis Fernando (guitarra) e Marcelo Coutinho (vocal), juntamente com o Gustavo Fernandez (baixo de 1987 a 1993) e Vinícius Cavalcanti (bateria desde 2015).
Estamos seguindo como quarteto com apenas um guitarrista, mas a essência da banda é com dois guitarristas. O som fica mais pesado é melhor para elaborar os arranjos.
Continuamos a procurar um novo guitarrista. Contudo, se tivermos alguma oportunidade de show, faremos como quarteto sem problemas, ou chamaremos amigos para ser o segundo guitarrista.

A banda já trabalha em um novo álbum? Conte para nossos leitores como anda este processo.

Necromancer: Sim, estamos terminando o novo álbum, “Pattern of Repulse”. Já temos 8 músicas e preparamos o cronograma de gravação para lançar finalmente neste ano.

Luis Fernando, Foto por: Divulgação

Fale um pouco sobre a história do Necromancer, fazendo um paralelo, vocês acreditam que a cena dos anos 80 era mais unida e forte que a dos dias de hoje?

Necromancer: A banda começou no final de 1986 quando dois irmãos, Luiz Fernando e Luiz Cláudio, se juntaram a alguns amigos em comum e colegas de colégio, dando início a banda e que teve em sua formação original: Marcelo Coutinho (vocal), Robert Haulfon e Luiz Fernando (guitarras), Alex Rocha (baixo) e Luiz Cláudio (bateria).
Nesta época, a ideia era fazer um estilo de uma mistura Heavy com Thrash tradicionais, baseado em bandas da época como Slayer, Metallica, Kreator e até mesmo Iron Maiden.
Fizemos bons shows no eixo RJ-SP e dividimos o palco com grandes nomes, como MX, Dorsal Atlântica, Multilator, Explicit Hate, Deathrite, Viper, Sigrid Ingrid, Prime Mover,…
Gravamos 4 demos nas décadas de 80/90.  O “acerto de contas com o passado” veio em 2014 com o lançamento do ‘debut’ “Forbidden Art”, pelo selo Heavy Metal Rock.
Parece que a cena dos anos 80 era mais unida. Talvez pelas dificuldades. Não quer dizer que hoje não haja união. A galera de hoje está detonando excelentes trabalhos, com grande qualidade técnica. O número de pessoas que curtem um som pesado aumentou muito.

Quais são os principais temas abordados nas letras?

Gustavo Fernandez, Foto por: Divulgação

Necromancer: Não existe uma linha específica para os temas das letras. Buscamos temas que variam desde guerras, críticas à igreja e religião, até mesmo assuntos psicológicos e de personagens históricos, dentre outros. Os temas são aleatórios, às vezes baseados em livros lidos ou em textos, pesquisas feitas na internet.
A maioria das letras, cerca de 90%, são escritas pelo guitarrista Luiz Fernando, mas algumas letras têm ajuda dos outros da banda, que acabam sugerindo alterações em partes dos textos.

Vocês acreditam que o álbum “Forbidden Art” obteve a recepção esperada tanto da mídia quanto do público?

Necromancer: O álbum “Forbidden Art” é nosso primeiro álbum. Antes, havíamos lançado apenas demo tapes e com menos músicas, coisa de 4 músicas. Então resolvemos fazer um apanhado e gravar algumas das músicas que tínhamos gravado anteriormente nas demos e dar um ar um pouco mais atual, mas mantendo o espírito da época. Ou seja, fizemos a gravação com equipamentos atuais, mas sem usar tantos recursos tecnológicos para ver se mantínhamos um feeling dos anos 80/90.
Tivemos boas respostas por parte da crítica, contudo, não houve um trabalho de divulgação. Trabalhamos com a Sangue Frio Produção desde 2017 para melhorar o trabalho de divulgação e a visibilidade, que já podemos observar nas diversas críticas.

Necromancer, Foto por Divulgação

Como foi e como funciona o processo de composição da banda? Todos participam?

Vinicius Cavalcanti, Foto por: Divulgação

Necromancer: A parte instrumental (bases, riffs e estruturas das músicas) é composta pelos guitarristas Luiz Fernando e e pelo baixista Gustavo. A parte lírica é de um modo geral composta pelo Luiz Fernando e a melodia vocal pelo vocalista Marcelo Coutinho com ajuda e opinião de toda a banda. Na maioria das vezes, as ideias iniciais, seja a parte instrumental ou a parte do vocal, são alteradas durante os ensaios, pois sempre acabam surgindo novas ideias, que acabam se encaixando melhor em algum trecho da música e com sugestões de todos os integrantes da banda.

Após o lançamento deste novo álbum, a banda pretende embarcar para uma turnê sul-americana ou europeia?

Necromancer: Infelizmente, não temos nenhuma oportunidade para shows na Europa ou na América Latina neste ano. A prioridade seria shows no Brasil. Claro que a banda deseja em divulgar seu trabalho no exterior, em especial na Europa, mas este é um caminho ainda meio restrito e com custo elevado. Até mesmo por lá, acreditamos, a situação não esteja tão fácil assim para bandas estrangeiras que não tem nome conhecido.

2014 – Forbidden Art “Full-length”

Há algum projeto futuro não abordado na entrevista que a banda queira explanar para nós?

Necromancer: Não existe nenhum projeto em específico. Apenas continuar o bom e velho METAL.

Muito obrigado pela entrevista, deixamos este espaço para as considerações finais.

Necromancer: Primeiramente, queremos agradecer o apoio e o interesse da LUCIFER RISING MAGAZINE e de todo o pessoal do mundo underground que fazem com que a cena do metal no Brasil ainda continue conseguindo se manter em atividade. Valeu mesmo a força!!
Esperamos em breve estar com novo álbum e shows pelo Brasil para mostrar nosso trabalho.

Assista abaixo o lyric video oficial de Necromancer:

NECROMANCER É:
Marcelo Coutinho – vocal Luiz
Fernando – guitarra
Gustavo Fernandez – baixo
Vinicius Cavalcanti – bateria

Contato para assessoria de imprensa: www.sanguefrioproducoes.com/contato
Sites relacionados:
https://www.facebook.com/necromancerbr/
https://twitter.com/necromancerband
https://www.sanguefrioproducoes.com/artistas/Necromancer/53

Mostrar mais

Luis Lozano

Programador e designer gráfico para a web, com diversos trabalhos realizados com foco na informação e fortalecimento do underground.

Veja também...

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar