Resenhas - LPs/Cds/K7sStormy News

ODE INSONE – Relógio

VÁRIOS SELOS * - Nacional

Este álbum foi lançado inicialmente em 2018 na Europa em formato Digipack. A união de diversos selos nacionais (*Eclipsys Lunarys Productions, Totem Records, Sonare Funeris Distro, Tales From The Pit Records, Kaotic Records e Treva Nascemos Distro)  tem trazido ao público brasileiro bons lançamentos, como “Relógio” dos paraibanos do ODE INSONE.

A Paraíba é um estado múltiplo no que diz respeito ao Metal em geral. Pesquise e terás grandes surpresas.  Na vertente mais triste e melancólica, o Doom Metal, surgiu essa banda que demonstra neste trabalho todo o seu grande potencial. A dupla de guitarra Mad Ferreira e Lucas Souza fazem um excelente trabalho com solos muito bem elaborados e que se encaixam perfeitamente em cada música. A cozinha é bem estruturada com Victor Laudelino no baixo e George Alexandria na bateria. O Sr. Tiago Monteiro completa a equipe, sendo o responsável pelos sussurros e variações vocais do mais rasgado ao gutural, com grande flexibilidade e competência.

‘Perfume Negro’,  a música que abre os trabalhos, é iniciada com teclados antes de bases lentas e pesadas tomarem forma. De cara já observamos a qualidade de gravação deste CD, deixando tudo muito mais surpreendente.  Em seguida temos ‘Plumeria Rubra’ , uma música com bela melodia, entre dedilhados e sussurros. O vocal tem uma ar lascivo e me fez lembrar algo como TIPE O NEGATIVE  em alguns momentos.  A letra é cercada de seduções e desejo, tornando uma música bem peculiar. ‘Folhas de Outono’ é muito introspectiva. Os solos, como dito antes, são bem encaixados, entre passagens apenas com dedilhados, baixo e bateria acompanhando os sussurros já característicos com vocais pútridos. Algo que me chama atenção também neste trabalho é a parte lírica, onde o Tiago conseguiu encaixar com maestria as letras em português, onde o vocábulo fonético foi muito bem empregado nas melodias.

‘Míngua’ é um rápido instrumental que dá passagem a ‘Sublime Abismo’ que nos surpreende com sua velocidade até aqui ausente. Passeiam entre o Heavy e o Thrash com desenvoltura, entre riffs e solos, um belo trabalho de bumbo e peso do contra-baixo. Essa música destaca a qualidade dos músicos. ‘Relógio’ vez em contra partida da última música e cai para um Doom Metal já apresentado pela banda nas primeiras faixas. ‘Versos de Dor’ é uma música bem versátil. Harmoniosa com uma pegada mais gótica entre passagens com um toque de Heavy Metal. O refrão fica martelando na cabeça enquanto acompanho a música…“Versos de Dor, Contemplam o horror, Doce catástrofe”.

Com uma entrada impactante, ‘Ode Insone’ é uma faixa que apresenta o lado Death Metal da banda. Um vocal  variando entre o gutural e o rasgado acompanha bases rápidas e com boa variações entre o Death e o Thrash, demonstrando mais uma vez a versatilidade do grupo. ‘Mesmo Medo’ tem as mesmas características e estrutura das faixa mais Doom Metal do CD, naquela fórmula de sussurros, dedilhados e introspecção.

A versão nacional traz ainda 2 faixas bônus: ‘Onde Insone’ ao vivo no show realizado na sua cidade natal este ano e uma versão surpreendente de ‘O Tempo Não Para’ de CAZUZA!!!!!  Assim como ‘Deus Lhe Pague’ de CHICO BUARQUE e ‘Lanterna dos Afogados’ dos PARALAMAS DO SUCESSO regravadas por bandas de Doom Metal, está versão demonstra toda a infinidade de possibilidades que o estilo pode enveredar!

Para aquisições: leandrofernandes731@yahoo.com

Mostrar mais

Giovan Dias

Editor do The Glory Of Pagan Fire Zine, trabalho iniciado ainda na década de 90, voltado ao Black, Death, Doom Metal.

Veja também...

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar