Resenhas - LPs/Cds/K7s

OFFAL – Offal

Mindscrape Music (Nacional)

Certos discos acabam com o passar do tempo, se transformando em objeto de culto por parte da galera que acompanha a cena, seja do Rock, ou do metal em quaisquer de suas vertentes. Aqui temos um caso clássico de álbum cult, que realmente trouxe algo novo para a cena do metal extremo, sendo uma grande influência, tanto no som quanto na parte estética, para muitas bandas que vieram depois. O primeiro registro do Offal infelizmente ficou engavetado dois anos. Foi gravado em 2004 e lançado apenas em 2006 e se encontrava esgotado, até que a Mindscrap Music em um soberbo trabalho, em 2016 relançou essa verdadeira pérola do Death Metal. Com uma capa pútrida e marcante e rechado de bônus, trazendo nada mais nada menos que 26 odes ao Death Metal. Da faixa 01 até a 11 temos o Full álbum auto intitulado da banda. E a impressão que se tem é que o vômito do zumbi da capa está corroendo as caixas de som. Após a obrigatória intro de filme de terror, entram os Riffs executados por Danmented de “ Anal- thorized Autopsy( They Reign forever) “ então somos acometidos por levadas brutais que impelem o DeathBanger a bater a cabeça contra as paredes. Os vocais são Podres e caóticos, como se fosse um cadáver em estado avançado de decomposição no fundo de um pântano podre. Vocais esses a cargo de André Luiz ( ele mesmo, um dos legistas responsáveis pela atrocidade chamada Lymphatic Phlegm) .” Swarming Maggot Feast” começa com andamento cadenciado que nos traz a mente a maior influência desses Maestros da música da morte. O grande Autopsy. “ The Spew” começa com sons de vômito e enquanto você está tentando entender o que está acontecendo ela já acabou, dando lugar “ Cadaver Breath( L.H.O.T.l) com uma influência de Death Doom que transforma o clima de aonde quer que vocês estejam em um verdadeiro Funeral. “ Festering Rectal Sludge- Disgorement” traz a velocidade novamente com backing vocals insanos.“ Feasting on Excrements” nos atira um dos melhores Riffs da bolacha, pena que dura apenas 02:10. Uma composição muito fudida que traz a assinatura da banda, ou seja ela fede a um caixão apodrecido cheio de vermes se banqueteando.No final do disco temos uma homenagem aos reis do Death Metal, um Medley do Autopsy. A partir da 12 faixa temos um histórico ensaio da banda Orgy in Excrements, datado de 2002. Banda essa que antecedeu a Offal. O registro é Realmente Histórico. A gravação é de uma qualidade de ensaio, então não espere um Death Metal com bateria trigadinha e uma mega produção. O que se tem aqui é um Death Metal ainda mais podre e rústico, coisa pelo qual sou fascinado, afinal como não curtir um som que é uma martelada na cabeça com um nome singelo como “ Covered in Faeces” ? A partir da faixa 21 até a faixa 26 temos dois ensaios do Offal, que apresentam o mesmo track list do álbum porém numa pegada ao vivo que deixou tudo com um fedor nauseante que irá simplesmente deleitar aos que caminham pelo lado do metal extremo e curtem atentados como Autopsy, Incantatation, Embalmed souls, Mortician.
Se você não conhece corrija essa injustiça Histórica, se conhece ouça de novo!
Stay Gore! Fulci Lives!

Mostrar mais

Jonatan Emanuel

Respiro e vivo o Bom e velho Metal em todas as suas vertentes, tá no sangue..desde 1985…!! Headbanging Man!!

Veja também...

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar