Resenhas - LPs/Cds/K7sStormy News

RIVERS LIKE VEINS – Z iskier srebrnych orszaków

Werewolf Promotion (Importado)

Eis que finalmente tenho em mãos – após uma ausência sem postar materiais para a sua tristeza! -, o álbum Z iskier srebrnych orszaków do Rivers Like Veins da Polônia! E tenho que falar que se trata de um ultra foda atmospheric Black Metal sem o beijinho do Horna (se doeu, né?)! Desde os seus minutos iniciais ele é intenso e vibrante, mas brutal com uma suavidade inata. Inicialmente “Wschód” traz uma chuva breve que deságua emu ma atmosfera repugnante que se alastra por blasts bem feitos. O que não surpreende, pois o Rivers Like Veins vem preparando este álbum há 3 anos. Foram dois EPs até lançarem essa maravilha.

A sequência temos “Kształt obcego ducha” que traz na minha opinião, a melhor faixa do álbum e a que melhor descreve a trajetória dos poloneses, sem falar na belíssima voz feminina de A. Bouillanne, que voz! Há uma pegada melódica nesta faixa mesclada com um vocal e instrumentais crus e arcaicos, o que me agrada muito! Vale a audição!

Já em “Skrzydlaty siewca ciszy” a atmosfera épica dá lugar à dramatização. A faixa é digna de um Black Metal anos 90, mesclando Nokturnal Mortum, Burzum, Graveland e Veles, se você curte essas bandas, essa faixa é pra você! O surpreendente vem depois, guitarras rítmicas gêmeas interrompidas por uma atmosfera crua e fria, mas que ainda possui melodia, a faixa “Trupie ich ręce” chega a encantar e, claro, os vocais femininos, ah, os vocais femininos! A Werewolf Promotion sabe lançar uma banda. Os caras são seletivos ao extremo com a qualidade! Destaque aqui para s guitarras!

O álbum sofre uma quebra atmosférica em “Jak widmo potępione”, o que é bacana, pois dá dinamicidade e se Resultado de imagem para river like veins albumvocê curte Dungeon Synth, essa faixa é bem reveladora, uma bateria eletrônica com guitarras a la Mayhem e vocais estilo Theatre Of Tragedy na era Velvet Darkness They Fear…é, não é pouca coisa não. Simplesmente incrível! Distorcendo a calmaria e trazendo o que há de mais brutal e animalesco, a faixa “Do śmierci – Melodia mgieł nocnych II” mostra a que veio a banda e como podem ser versáteis e em tão pouco tempo. Há uma pegada Darkthrone no instrumental que cede espaço a um vocal grotesco e arrastado, típico Black Metal eslavo. Ah, os bons tempos do Temple Of The Fullmoon, aqui são velados e relembrados. Intensa e icônica, deliciosamente inebriante e brutal!

Eu acho que “Wian Osmętnic” deveria ser emoldurada. É um hino, rebelde, brutal, desafiadora. Esta faixa mescla atmosfera e ruídos extremos de guitarras nervosas, impacientes e gélidas. Bem-vindo à Polônia. O clima aqui é gélido, áspero, cru e intenso, sem sensibilidade, sem sensíveis e sofríveis, esta faixa é o que temos de mais próximo de bandas como Burzum, Graveland, Severoth e Bezmir. Eu sinto uma pegada ucraniana aqui! Muito boa mesmo!

Resultado de imagem para river like veins albumSe há um niilismo e um eterno retorno banhado pelas palavras de Nietzsche e pelo pessimismo de Richard Wagner e Schopenhauer, ele se encontra nesta trilha sonora. Extremamente perturbadora e pacífica, ela evoca a guerra com sua ausência beligerante, se é que isso é possível de captar, somente com ouvidos sensíveis ao extremo ódio e negação dos valores modernos você compreenderá este looping originário.

NOTA: 10/10

Mostrar mais

Ricky Lunardello

Historiador e Sociólogo, Pagão de alma Viking, apaixonado pelo Metal Extremo e pela cultura underground.

Veja também...

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar