Resenhas - LPs/Cds/K7s

SILENTIO MORTIS – IN UMBRAE

The Metal Vox / Nightmare / Mortis Music / Eclipsys Lunarys - Nacional

CD In Umbrae.

Já li comentários, e não poucos,  que o Doom Metal, é um estilo ainda pouco explorado  e desconhecido por muitos, neste universo “metálico”.  E não discordo, pois durante muito tempo, possuía uma visão fechada de que o Doom Metal se limitava à bandas com características muito forte  daquelas pioneiras,  que conheci no passado, quando chamávamos a sonoridade que faziam  de Death Doom. A coisa toda para mim se resumia em PARADISE LOST e MY DYING BRIDE.  Mas sabemos hoje, que não é por aí, o estilo conquistou sua identidade própria e ramificações, que até hoje tento me encontrar, como Atmospheric Doom, Funeral Doom,  Stoner, Sludge e por aí vai. E aqui temos uma banda que em nada se define ao que eu ANTIGAMENTE  achava que era tocar Doom Metal. Estou falando do SILENTIO MORTIS.  Denominado de “In Umbrae” (apesar de não constar na capa do CD), este trabalho nos remete a um clima de introspecção e depressão, típico do estilo.   A música ‘Umbral’, primeira a ser ouvida, nos apresenta de cara, bases de guitarra tradicionalmente “sabbathianas”, densas e lentas, onde o baixo acompanha numa marcação bem definida.  Curiosamente única musica em português, cantada de forma declamada. Recitada, talvez seja melhor a palavra.  Ficou bem interessante. Frases como “ D’ onde vem,  pr’onde vais?”  acabou sugestionando meus pensamentos, curioso para seguir todo o trajeto deste trabalho e vê até onde chegaria.  De aí em diante temos músicas cantadas em inglês (há ainda uma exceção) com uma dualidade de vocais masculino e feminino, ambos “limpos”, com características que me remetem algo dos anos 70/80. Músicas com ‘After’ e ‘Deflorate’ são bem feitas, com dedilhados e um teclado criando uma densidade nas músicas. Uma das músicas que mais me chamou atenção foi ‘Luna’, desde a letra  ao dueto dos vocais, enriquecendo bastante esta composição.  As bases são um pouco mais rápidas que as primeiras músicas e bem diversificadas, diferenciando-se das anteriores.   A exceção em termos de letras que falei anteriormente, vem com  a música ‘Ignotis’ cantada, ou recitada, em latim com seus  10:23minutos ! Aquele mesmo clima soturno, sombrio,  até chegar numa “levada” mais rápida que faz você bater cabeça com mais intensidade. Fato curioso nessa música é que dos 08:36 até o seu final, a música propriamente dita, dá lugar a uma gravação de nada mais que Aleister Crowley celebrando uma Missa Negra! Por fim, destaco a música ‘The Black Satine’,  os teclados estão muito bem encaixados  e é completada com um tributo ao Mestre Quorton, tocando ‘ Gods Of Thunder Of Wind And  Of A Rain’  Vale conferir!

MATERIAL CONCEDIDO POR LEANDRO FERNANDES DA ECLIPSYS LUNARYS PRODUCTIONS E UNDERGROUND VOICE RECORDS.

Aquisições: leandrofernandes731@yahoo.com

Mostrar mais

Giovan Dias

Editor do The Glory Of Pagan Fire Zine, trabalho iniciado ainda na década de 90, voltado ao Black, Death, Doom Metal.

Veja também...

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar