Resenhas - LPs/Cds/K7sStormy News

THOKKIAN VORTEX – Thy Throne Is Mine (Advanced)

Non Servian Records (Importado)

A banda THOKKIAN VORTEX de Israel é fruto da mente criativa do brasileiro Lord Kaiaphas que, entre outras coisas já foi vocalista da banda de Black Metal norueguesa ANCIENT e também fez os vocais naquela que pessoalmente eu considero a melhor demo e que tem os vocais mais insanos do estilo de todos os tempos;  ainda que eu saiba que ele mesmo não concorde com isso; falo de “Goat Of A Thousand Young” da banda de Black Metal norte americana GRAND BELIAL’S KEY que o próprio LORD KAIAPHAS ajudou a fundar no inicio dos anos 90. Completando a formação da THOKKIAN VORTEX temos Sabnock (ex MAJOR ARCANA) nas guitarras, Sil no baixo e  Asmodeus Draco Dvx  (KURGAAL , NAER MATARON, etc) na bateria.

Foto : Divulgação

Primeiro lançamento através da “Non Servian Records”, esse é o segundo full length da banda e sucede o ótimo “Into The Nagual” lançado em 2016, trazendo um Black Metal fortemente influenciado pelas bandas nórdicas noventistas do estilo  com alguns elementos sinfônicos presentes, ainda que em bem menos quantidade que em seu álbum anterior. Após uma intro que realmente consegue te trazer para o estado mental necessário para se ouvir “Thy Throne is Mine” somos apresentados à faixa “ Banishing The Lion Of Kutha” que já mostra como os vocais de Kaiaphas amadureceram com os anos , algumas partes narradas nessa música em especial me trouxeram à lembrança algo de DIMMU BORGIR mais antigo, essa faixa que tem suas letras inspiradas na mitologia suméria foi escolhida para ser o primeiro lyric vídeo de divulgação do álbum. Continuamos com a faixa título “Thy Throne Is Mine” que consegue trazer um ar mais Black ’N Roll à sonoridade da banda, algo que permeia boa parte do álbum como um todo e pode muito bem ser evidenciado na enérgica, simples e direta “Godspeed Satan”, aliás é interessante notar como eles apostaram em alguns momentos em uma abordagem mais simples do instrumental e como em contraste isso parece ter trazido uma atmosfera mais grandiosa à musica da banda. Algumas faixas, como a belíssima “The Wreathing Serpent” e a tétrica “Traverse The Tonal” chegam a soar quase minimalistas em algumas passagens mostrando que, muitas vezes o menos bem usado com certeza se torna mais, a primeira música citada aliás tem um solo maravilhoso que mostra o quanto os caras realmente entendem do assunto, vale comentar que os excelentes solos do álbum foram executados por ninguém menos que Marcelo “Mantus” Vasco (PÁTRIA, MYSTERIIS). Ainda falando sobre o trabalho vocal do álbum a experiência parece ter trazido a Kaiaphas uma certa teatralidade à sua interpretação e uma variedade de impostações que podem ser observadas durante as diversas faixas e eu destacaria em especial a música “The Moon Brethren” em que dois vocais distintos parecem dialogar entre sí de forma brilhante, tenho que mencionar também que os teclados nessa faixa são muito bem encaixados e adicionam um clima gélido que casou perfeitamente com a composição. Outro ponto alto de “Thy Throne Is Mine” pra mim é a sinistra “Winter Forest Cry” que tem como espinha dorsal de sua composição uma linha de piano desconcertante e que pessoalmente me causou um estranhamento delicioso se tornando a minha favorita. A música que a sucede foi a maior surpresa que o álbum me trouxe, pois se no primeiro trabalho da banda eles fizeram uma brilhante versão para “This Jesus Must Die” do musical “jesus Christ Superstar” de Andrew Lloyd Webber dessa vez eles se superaram em um cover para “Come To The Sabbat” da banda de Occult Rock BLACK WIDOW e que só comprova o quanto os vocais de Kaiaphas são versáteis; a faixa ainda traz a participação da flautista Danielle Sassi da banda de Prog Metal STORCHI, formidável para se dizer o mínimo. O álbum fecha com a melancólica “Sunrise Over Irkalla” uma faixa instrumental que se inicia como uma releitura de “The Moon Brethren” arranjada para violão, teclados e flauta e encerra esse petardo de forma magistral..

Foto:Divulgação

Se você acompanhou a trajetória de Kaiaphas em suas diversas bandas e projetos anteriores e gosta do que ele já fez em algum ponto de sua jornada com certeza deve estar familiarizado com a THOKKIAN VORTEX, porém se você ainda não ouviu esse projeto te aviso que provavelmente você está perdendo o melhor que ele já ofereceu e minha dica é que você ouça às faixas que deixarei nos links abaixo, conheça a banda e adquira o mais rápido possível. “Thy Throne Is Mine” tem o lançamento marcado para o próximo dia 28 de fevereiro então fique atento.

9,5/10

Mostrar mais

Juliano Bonacini

Tecladista e letrista da LoneHunter (Death Metal), historiador e editor do Crypt of Eternity - fanzine da década de 90.

Veja também...

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar