Resenhas - LPs/Cds/K7sStormy News

Valdrin – Effigy of Nightmares

Blood Harvest (Importado)

https://redirect.haulix.com//266118/PromoAccessory_669452.jpgUm dos segredos mais bem guardados do underground, o VALDRIN lançou seu álbum de estreia, Beyond the Forest, em 2013. Um ano depois, a agora extinta Blast Head Records relançou o álbum e, entre as duas edições, a banda ganhou uma boa quantidade de impulso. Mas foi o Two Carrion Talismans de 2018, lançado pela nova gravadora BLOOD HARVEST, onde VALDRIN recebeu aplausos generalizados e por boas razões: sua morte épica e transformadora e enegrecida era ao mesmo tempo atemporal e excepcionalmente nova, transmitindo composições magistrais em meio a uma reprodução apaixonada. O disco se tornou um mini-clássico entre aqueles que exploraram suas profundezas labirínticas, e seus efeitos ainda hoje reverberam.

No entanto, este álbum Effigy of Nightmares de VALDRIN deve eclipsar essa grande conquista. Tomando os rudimentos de seu antecessor não menos considerável – composições em espiral infinitamente espiraladas, ganchos altamente memoráveis ​​e METAL, sintetizadores perfeitamente misturados – e enegrecendo ainda mais seu ataque, VALDRIN mergulha profundamente nas expansões mais aveludadas do black metal dos anos 90, todos os misticismos e fantasias sombrias dessa atmosfera.

Não menos forte e pulsante, Effigy of Nightmares emite uma sensação muito maior de amplitude e espaço, convidando o ouvinte a se afogar em suas profundezas e se tornar possuído pelas tristezas espectrais que espreitam por dentro. De fato, é o balanço de contrastes do álbum – agressão abrasadora versus repouso atmosférico, melodicismo fascinante vs. força bruta, construção geral épica versus componentes diretos – que coloca VALDRIN em um território ainda mais magistral. Juntamente com o uso mais pronunciado do quarteto de enfeites acústicos, o efeito soma não é totalmente diferente dos trabalhos fundamentais de gigantes dos anos 90 como Vinterland, Sacramentum e Dawn, da Suécia.

É claro que nada no VALDRIN é feito sem servir a uma totalidade maior, como explica o vocalista / guitarrista fundador Carter Hicks em uma conversa acabou nos revelando: “Effigy of Nightmares, como nosso álbum anterior Two Carrion Talismans, gira em torno do antagonista de nosso Mythos: Nex Animus. a turnê de um narrador sem nome pelos corredores do Hosptium Mortis, o hospital pesadelo abaixo do submundo de Orcus, onde Nex tortura e lobotomiza os deuses dissidentes de seu domínio “.

Continuando, ele diz: “Nós, como os navios do Ausadjur Mythos, escolhemos esta breve e concisa observação musical do poder supremo de Nex como a história final no reino de Orcus. No futuro, retornaremos à história de Valdrin Ausadjur, e continue após os eventos de Beyond The Forest “.


De fato, embora conciso em 31 minutos rápidos e nítidos, Effigy of Nightmares não é menos grandioso – longe disso. E embora o “refinamento” seja o esgotamento da maioria das mãos de outras bandas (ou pior), o VALDRIN aqui continua sua abordagem incrivelmente sutil e texturizada ao artesanato, mantendo uma voz narrativa que ainda é som em uma classe própria. Desperte, pois Effigy of Nightmares está à mão no dia 15 de Junho!

NOTA: 10/10

 

Maiores Informações:

www.facebook.com/valdrinausadjur
www.bloodharvest.se
www.bloodharvestrecords.bandcamp.com
www.twitter.com/BloodHarvestRec
www.facebook.com/pages/Blood-Harvest-Records/300012152033

Mostrar mais

Ricky Lunardello

Historiador e Sociólogo, Pagão de alma Viking, apaixonado pelo Metal Extremo e pela cultura underground.
Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar