Resenhas - LPs/Cds/K7sStormy News

VOMIT ANGEL – Imprint of Extinction (Advanced)

Iron Bonehead - Importado

Uma banda com o nome VOMIT ANGEL dificilmente decepcionaria com uma sonoridade bonitinha e melosa. Felizmente esse debut álbum desses insanos dinamarqueses não decepciona nesse quesito e destila pura bestialidade primitiva em “Imprint of Extinction”. O som desses caras é death metal, mas flerta com o grind em alguns momentos, com os vocais imundos do splatter e com tudo mais que for possível invocar para criar uma música feia. Talvez um ponto de referência para situar o leitor dessa resenha seria citar bandas como Blasphemy, Beherit, Nunslaughter, Impetigo, ou seja, coisas “belas” desse calibre.

São 20 músicas no total, incluindo uma faixa bônus e outra desgraceira escondida no final do álbum. Apenas uma faixa tem mais de 4 minutos e meio. Todas as outras passam voando e furando tímpanos por onde passam. Poderia destacar faixas como “Ancient Heritage”, “Hobo in the Woods”, que tem uma pegada que mistura um Hellhammer com o vocal do Carcass cheio de efeitos. Bizarro e encantador ao mesmo tempo. “Satanic Eelhead” repete a experiência e coloca um tempero punk. Uma faixa que gostei muito foi “Sabbath of the Goat” que parece muito com o Sepultura no “Bestial Devastation”. Até o riff se repetindo e o vocal vomitado pela janela estão ali. Muito foda. Eu sempre amei o trabalho do Impetigo e “Freezing to Death” tem muito daquilo. Podre e totalmente pegajosa.

O VOMIT ANGEL não está nem um pouco preocupado com a produção ou com uma música polida. Aqui o importante é tocar com ódio, de forma podre e direta. Eles conseguiram.

Data do lançamento: 19/07/2019

Mostrar mais

Fabio Brayner

Editor do The Old Coffin Spirit zine e um completo metal maniac desde 1985. Ex-membro de bandas como Sanctifier e As the Shadows Fall.

Veja também...

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar